Menino faz lição e descobre restos de piloto e avião da 2ª guerra

Lição de casa faz garoto descobrir restos de um avião e seu piloto no interior da Dinamarca

Quando o agricultor Klaus Kristiansen deu algumas dicas para o trabalho de História do filho, jamais havia pensado que o garoto fosse desenterrar um avião da Segunda Guerra Mundial. Nem que equipes de TV, policiais forenses e especialistas em explosivos movimentariam a fazenda da família, na cidade de Birkelse, no norte da Dinamarca. Mas foi exatamente o que aconteceu quando Daniel Rom Kristiansen, de 14 anos, encontrou os destroços de um avião Messerschmitt e os restos do piloto. Em entrevista à rádio dinamarquesa DR P4 Nordjylland, Klaus Kristiansen explicou que, quando foi interpelado pelo filho, se lembrou de uma história que seu avô contava, de que um avião havia caído em uma área de sua fazenda durante a Segunda Guerra Mundial em novembro de 1944. "Quando passaram a tarefa de casa para o meu filho sobre a Segunda Guerra Mundial, disse a ele, brincando, que saísse e achasse o avião que teria caído aqui no campo".

Munidos de um detector de metais, pai e filho saíram pela fazenda - sem achar que fossem descobrir algo de especial. "Pensei que talvez conseguíssemos encontrar alguns pratos antigos ou algo que o Daniel pudesse mostrar na escola", explicou Kristiansen à rede de TV americana CNN. Kristiansen acreditava que os destroços do avião foram retirados há muitos anos. Mas, de repente, os dois ouviram o sinal do detector de metais em um terreno pantanoso e começaram a cavar. Ao perceberem que precisavam fazer um buraco mais profundo, pediram emprestada a escavadeira do vizinho. A quatro metros de profundidade, começaram a aparecer partes da fuselagem do avião.

Eles desenterraram o motor e outras partes de um avião Messerschmitt ME 109, munições da Luftwaffe - a força aérea nazista - e ossos do piloto. Acredita-se que o avião teria saído de uma base de treinanamento de pilotos alemães da cidade vizinha de Aalborg. A Dinamarca foi ocupada pelos alemães durante a guerra. "À primeira vista, não parecia um avião", disse Kristiansen. "Havia entre 2 mil e 5 mil pedaços. Encontramos um motor...depois ossos e roupas do piloto", continuou. E depois achamos alguns objetos pessoais, papéis, uma carteira com dinheiro... um livro de bolso". "Um museu agora cuida disso. Acho que há muita informação nos papéis que achamos". Ao perceber que tinha feito uma descoberta extraordinária, o agricultor entrou em contato com historiadores e autoridades dinamarquesas.

Kristiansen disse que o campo onde a descoberta foi feita é utilizado "como pasto do gado". "Nunca tínhamos visto nada na superfície. Nem um pedaço de metal", disse ele, que mora ali há 40 anos. "Meu avô contava muitas histórias. Algumas não eram verdadeiras, mas esta era", diz Klaus Kristiansen. A polícia isolou o terreno. Como foram encontradas munições, especialistas em desativação de bombas ajudaram a retirá-las do local com segurança. Já a polícia forense está trabalhando na recuperação e identificação dos restos do piloto. "Provavelmente, é um piloto que agora será enterrado na Alemanha", diz Kristiansen. "Assim espero". Daniel entregou seu dever de História aos professores e espera atualizá-lo quando forem conhecidas novas informações sobre o avião e o homem que morreu na sua queda. Os destroços do Messerschmitt ME 109 foram encaminhados ao Museu de História da Jutlândia do Norte, a região da Dinamarca onde ocorreu a descoberta.